Make your own free website on Tripod.com

12- Visita do CVMARJ - Clube de Veículos Militares Antigos do Rio de Janeiro - ao Museu Aeroespacial do Campo dos Afonsos  (Rio de Janeiro, Brasil - 4 de Agosto de 2001)

Já há algum tempo planejado, o CVMARJ - Clube de Veículos Militares Antigos do Rio de Janeiro -  realizou no sábado, 04 de Agosto último, a esperada visita ao Museu Aeroespacial do Campo dos Afonsos - o Musal - para o teste de motor do legendário P-47D utilizado pela  FAB nas suas gloriosas missões nos céus da Itália durante a Segunda Guerra Mundial. Na foto ao lado, os jeeps do João Barone e do Cap. Maués, tendo ao fundo a estrela do evento: o P-47D.
Ao lado, o Republic Thunderbolt P-47D, uma das 67 unidades colocadas à disposição do 1º Grupo de Aviação de Caça da FAB - 1º GpAvCa, e seus 49 pilotos nas bases de Tarquinia e Pisa, na Itália, é retirado do hangar para a pista pela WC-51 do Barone (de boné). Logo a seguir, foi feito o teste de motor do avião, que está sendo restaurado pelo Museu. A reportagem do jornal "O Globo" lá estava, documentando o teste.

O P-47D-40-RA restaurado pelo Museu Aeroespacial teve sua recuperação para condições de vôo iniciada em 1986 - projeto Heróica Uno -  e finalizado em 1995. A aeronave está configurada com B-4 (nº 42-26766) em homenagem ao seu piloto 1º Tenente-Aviador Luiz Lopes Dornelles, morto em combate em 26 de Abril, durante ataque à estação ferroviária de Alessandria, na Itália. São homenageados também nesta configuração, seu mecânico-responsável, 3º Sargento Armando Cantisani, e o auxiliar Cabo Urbano José Bento.

Acima à esquerda, perfilados em frente ao Thunderbolt (da direita para a esquerda) os jeeps MB do João Barone, o M-38 do Galvão, o M-38 do Zé Ricardo, o MB do Vale, o GPW do Maués, o M-38 do Humberto Cordeiro, o M-151 do Zezinho e a WC-51 também do Barone.  Está faltando o MB do Riet que não pode comparecer. Na foto da direita, o Willys M-38 do Zé Ricardo.

Na foto acima, à esquerda, as crianças (e os adultos) se divertem no P-47D. Em primeiro plano, "fazendo escolta" a Dodge WC-51 do Barone. Na foto à direita, a garotada reunida, vestindo as "discretas" camisetas do CVMARJ, tendo ao fundo outra lenda, um Fairchild C-119G, o "Vagão-Voador".
Terminada a visita o pessoal, em comboio, voltou para a zona sul, fazendo uma carreata pela praia da Barra com o povo todo parando para ver.

Na foto ao lado, tirada durante a Segunda Guerra Mundial na Base de Pisa, na Itália, o Thunderbolt P-47D do 1º Grupo de Aviação de Caça da Força Aérea Brasileira, tendo o pessoal de  manutenção perfilado à sua frente, aguarda o momento de partir em mais uma gloriosa missão. Após o fim da Guerra, vieram para o Brasil mais 69 aeronaves que foram utilizadas pela FAB até 1957. A FAB teve 117 Thunderbolts.

Entre 11 de Novembro de 1944 até o fim da campanha na Itália, em 4 de Maio de 1945, o 1º Grupo de Aviação de Caça voou 445 missões, 2.550 missões individuais e 5.465 horas de vôo em combate. Dezenove P-47D foram perdidos durante a Segunda Guerra. Voando apenas 5% do total de missões efetuadas por todos os Grupos comandados pelo "XXII Tactical Air Command", foi responsável pela destruição de 85% dos depósitos de munição, 36% dos depósitos de combustível, 28% das pontes, 15% dos veículos motorizados e 10% dos veículos hipomóveis do inimigo. Estes extraordinários feitos foram reconhecidos pelo Governo Americano com a concessão, ao Primeiro Grupo de Aviação de Caça da FAB, da Presidential Unit Citation (Air Force) em 22 de Abril de 1986. Essa honraria, além de algumas poucas unidades da Força Aérea Americana, só foi concedida fora dos Estados Unidos ao 1º GpAvCa e a dois esquadrões da Força Aérea Australiana.

Importante registrar que o 1º Grupo de Aviação de Caça recebeu, entre outras viaturas para suas operações de base, 10 jeeps.

 

Mais sobre o Republic Thunderbolt P-47D 

O Republic Thunderbolt P-47, avião padrão da FAB na Segunda Guerra Mundial, recebeu o apelido de "Jug" (diminutivo de juggernaut - carruagem pesada de longos percursos) e foi um grande sucesso da Guerra. Desenhado pelo projetista americano Alexander Kartveli, foram fabricadas 15.677 unidades entre Março de 1942 e Setembro de 1945. Destas, 12.602 só na versão P-47D, o que a tornou o subtipo de caça de maior produção em toda história. Foram fabricados em série em cinco versões: P-47B, C, D, M e N. As versões P-47D e P-47N eram caças-bombardeiros e as demais caças-monopostos.  

A versão P-47D, de maior sucesso e utilizada pela FAB, era movida por um motor Pratt-Whitney R-2800-59 Double-Wasp, de 18 cilindros em dupla fileira radial, com 2.400 HP de potência e atingia velocidade máxima de 704 km/h. Era armado com oito metralhadoras Colt-Browning M-2, de 0.5 polegada nas asas, mais três a cinco suportes para bombas, foguetes ou tanques adicionais, até um máximo de 1.134 kg.


Republic P-47D - Thunderbolt
Pintura de Wilfrid W. Hardy
(Acervo do Museu Aeroespacial)

Os T-bolt foram utilizados na Segunda Guerra, além do Brasil, pelos Estados Unidos, França Livre, Inglaterra, Austrália e União Soviética.Os P-47D da FAB eram do tipo 25-RE,  27-RE 28-RA, 28-RE e 30-RE. Após o fim do conflito as aeronaves remanescentes voltaram para o Brasil, juntamente com os 19 novíssimos P-47D-40-RE (que foram diretamente dos EUA para o Brasil), trocados pelos P-47D-30-RE novos, de reposição, que ficavam no depósito da FAB em Nápoles.

Como chegar ao Museu Aeroespacial

O Musal funciona de terça a sexta-feira das 9 às 16 horas. Aos sábados, domingos e feriados fecha um pouco mais tarde, às 17 horas. A admissão é gratuita.

Do centro do Rio até o Museu, em Marechal Hermes, são aproximadamente 35 km e o percurso demora cerca de 30 minutos.

Ao lado um mapa de como chegar ao Musal.

 

Saiba mais sobre o Museu Aeroespacial do Campo dos Afonsos, sobre o 1º Grupo de Aviação de Caça e sobre a Força Aérea Brasileira na Segunda Guerra Mundial, visitando os excelentes sites:

Museu Aeroespacial do Campo dos Afonsos - http://www.musal.maer.mil.br

História da Força Aérea Brasileira - http://www.mat.ufrgs.br/~rudnei/fab/fab.html

O 1ºGrupo de Aviação de Caça da FAB na Itália - http://www.vasquez.digiweb.com.br

Sentapua - http://www.sentapua.com.br

Histórias da FAB na Segunda Guerra Mundial - http://www.sentaapua.hpg.com.br

Para saber ainda mais sobre o P-47D e a atuação do 1º Grupo de Aviação de Caça na Segunda Guerra leia o livro "Senta a Pua" do Brig. Rui Moreira Lima

 

<<-- Voltar para a Relação de Eventos

[ Homepage | Estágio Inicial | Restauração Passo a Passo ]

[ Outras Restaurações | Jeeps no Exército Brasileiro | Período de Produção ]

[ Jeeps dos Amigos | Publicações | Links | Download | Deixe sua Impressão ]